VIVIANE: “Nunca deixem de apoiar a música portuguesa!”

Publicado em 8 Abril, 2014 Por...Jorge Silva Medeiros » Entrevista, Musica

Viviane

 

novo álbum tem data de lançamento para cinco de Maio, um universo sonoro muito próprio a que Viviane nos tem habituado nos seus trabalhos.
1) Como foi o início de carreira de VIVIANE?
 
Foi em 1992 com o grupo Entre Aspas. Após ter-mos ficado em 3º lugar no concurso de música moderna da câmara municipal de Lisboa, assinamos contrato com a editora multinacional BMG e gravamos 5 álbums dos quais sairam grandes sucessos como “a criatura da noite” ou “uma pequena flôr”
 
2) Que músicos ou correntes musicais influenciaram ao longo do percurso?
Sempre fui bastante influênciada pela musica portuguesa em geral pois ao vir de França no início dos anos 80, descobri com grande fascínio a música do Zeca Afonso, do Sérgio Godinho, do José Mário Branco, dos Trovante e mais tarde os Mler if dada, os GNR, os Rádio Macau, Sitiados entre outros. Nos anos 90 ouvia muito tripop, a Bjork e nos anos 2000 voltei a ouvir música francesa e Fado que ouvia bastante quando era mais pequena.
 
3) “Do Chiado até ao Cais” é o novo single o disco só chega as lojas no dia 5 de Maio, o que podemos contar neste trabalho?
Depois de “As pequenas gavetas do amor” em 2011, este novo trabalho volta a ser um conjunto de canções originais compostas por mim e pelo Tó Viegas, onde se voltam a misturar o Fado e um pouco da “Chanson”, onde a guitarra portuguesa continua a marcar presença mas desta vez o acordeão, que esteve presente nos meus trabalhos anteriores, dá lugar a outras sonoridades. Para além dos temas originais com letra minhas e de autores como o José Luis Peixoto e o Tiago Torres da Silva entre outros, também incluí três versões de canções que são referências para mim, num total de doze faixas.
 
4) O percurso de VIVIANE foi pautado por muito esforço e dedicação. Valeu a pena?
 
Vale sempre a pena quando se faz aquilo de que se gosta e eu desde muito nova, percebi que a minha vida passaria obrigatóriamente pela música porque é e sempre foi, a minha paixão.
5) Em termos de agenda, quais as perspectivas para os próximos tempos, em particular para os concertos?
Vou apresentar um espetáculo no teatro Municipal de Faro que tem por nome “noite do sofá”, num conceito interessante em que o público está sentado em sofás em cima do palco comigo e com os músicos no dia 3 de maio, depois terei uma apresentação do meu novo trabalho, em casa pela primeira vez, no Clube de Tavira nos dias 10 e 11. Em junho tenho agendadas algumas datas para a Africa do Sul e para Moçambique e está sendo marcada uma tournée para os meses de Outubro, Novembro e Dezembro um pouco por todo o país.
 
6) Que pensas sobre o panorama musical nacional?
 
Está complicado porque tudo mudou muito na última década e a industria musical sofreu grandes mudanças. A certeza, é que nada voltará a ser como dantes e que todos nós músicos e os que trabalham á volta da música, temos que fazer um esforço muito maior para nos adaptarmos á nova realidade. Felizmente a nossa criatividade é grande e temos excelentes projetos e músicos no nosso pais.
 
7) E o que achas dos sites de música em Portugal?
 
São um meio de divulgação muito importante pois as pessoas passam cada vez mais tempo na internet á procura de informação acerca do que mais lhes interessa e infelizmente a televisão deixou de ter esse papel de divulgação na area da música.
 
8) Se fizéssemos uma viagem de carro com VIVIANE que discos seriam obrigatórios tocar?
 
Depende muito do meu estado de alma, mas gosto de aproveitar as viagens para ouvir coisas novas.
 
9) Se tivesses que eleger um festival como sendo o teu festival de eleição, qual escolherias? E porquê?
 
Tenho pena que não haja um festival só de música portuguesa, infelizmente há cada vez menos espaço para a nossa música nesses eventos.
 
10) Qual o sonho que te falta cumprir?
 
Fazer uma tournée por vários paises no mundo inteiro.
 
Gostaríamos que partilhasses um pensamento com os nossos leitores…
 
Nunca deixem de apoiar a música portuguesa!

 

 

 

 
 
www.viviane.com.pt

 

 

 


Editor de música Jorge Medeiros tenta saber e dizer algo sobre cultura do Mundo. Vive principalmente de radio e da sua fina cabeça, também da internet e do seu site de musica.

Comentários fechados