TREMOR 2016

Publicado em 23 Março, 2016 Por...b b » Curtas, Slider
tr-compressed
O TREMOR “abalou” pela terceira vez a ilha de São Miguel, Açores, entre os dias 15 e 19 de março. Foram mais de 50 concertos, em 24 espaços diferentes, que trouxeram uma afluência invulgar ao centro histórico de Ponta Delgada.
Foi ao longo de cinco dias que a cidade de Ponta Delgada recebeu a terceira edição do festival cultural TREMOR. O evento, apesar de contar com uma forte aposta na área musical, trouxe sobretudo cultura à ilha verde.
Entre concertos de artistas vindos de múltiplos países, aqueles que se deslocaram à baixa de Ponta Delgada puderam circular de ponto em ponto à procura dos seus sons preferidos. Foram cerca de 24 os locais escolhidos, desde grandes salas de espetáculos até lojas de vestuário, passando por restaurantes e até solares e igrejas. Houve ainda uma aposta naquilo a que foi chamado “TREMOR na estufa”. Para
se assistir a estes concertos, os primeiros 52 portadores de pulseira a chegarem à Marginal de Ponta Delgada eram levados num autocarro da organização, podendo disfrutar de uma espécie de concerto exclusivo num local não revelado previamente.
Com uma forte aposta nos novos talentos açorianos, o TREMOR contou com uma variadíssima gama de estilos musicais e, com concertos começando à mesma hora e outros sobrepondo-se, verdadeiras escolhas teriam de ser tomadas em função do espaço, hora e artista que se desejava ouvir. No total, foram mais de 50 os concertos que pretendiam agradar a todas as faixas etárias e gostos musicais.
Este evento, apesar de peculiar em termos de formato no que toca aos Açores, parece agradar aqueles que cá vivem e aqueles que se deslocaram à ilha propositadamente para o festival, já que a maioria dos locais dos concertos se encontravam lotados às horas dos espetáculos.

Comentários fechados