REEDITA DISCOGRAFIA DE BECK EM VINIL

Publicado em 25 Setembro, 2016 Por...Jorge Silva Medeiros » Artes, Curtas, Destaque, Slider
back-compressed
Desde que se revelou ao mundo em 1994 com o inovador “Mellow Gold” que Beck tem construído um caminho para o futuro, ao mesmo tempo que explora os recantos do passado. Ao logo da sua carreira singular tem utilizados fórmulas de todas as épocas da história da música, quebrado fronteiras e ido conta expectativas criadas em cada álbum.
Este outono a sua editora (Universal Music), começa a reeditar a discografia de Beck em vinil, dia a 28 de outubro é a vez de “Odelay” (1996, vencedor de dois prémios Grammy), o belo e emotivo “Sea Change (2002, aqui reeditado em duplo vinil) e “Guero” (que em 2005 assinalou o reunião de Beck a trabalhar com os Dust Brothers). Os três já se encontram disponíveis em regime de pré-venda.
As reedições de “Mellow Gold”, “Mutations”, “Midnight Vultures”, “The Information” e “Modern Guilt” serão anunciadas posteriormente.
Lançado originalmente há 20 anos, “Odelay” foi o sucessor do platinado “Mellow Gold”. Tendo vendido mais de dois milhões de cópias nos EUA, “Odelay” inclui clássicos da carreira de Beck como “Where It’s At”, “Devils Haircut” ou “The New Pollution”. Venceu em 1997 dois prémios Grammy e foi o primeiro álbum de Beck a ser nomeado na categoria de Álbum do Ano. Na altura publicações como a Rolling Stone e New Musical Express elegeram “Odelay” o melhor álbum do ano. Já foi também incluído nas listas de melhores discos de sempre das revistas Q e Rolling Stone.
Já “Sea Change”, o sétimo álbum de estúdio de Beck, assinalou uma mudança musical dramática face ao seu antecessor, “Midnite Vultures”, que era muito mais influenciado pelo r&b e pelo funk. Inspirado pelo fim de uma longa relação amorosa, Beck transformou toda essa tristeza naquele que é o seu disco mais belo e pessoal até à data. Produzido por Nigel Godrich, o álbum chegou ao n.º 8 do top Billboard 200, tendo sido muito elogiado pela crítica especializada. O jornal britânico The Guardian definiu-o como “uma obra-prima”. O álbum será reeditado num duplo vinil, que inclui um cartão para se poder fazer o download com ficheiros de 320kbps AAC mp4.
Depois de ter mantido os seus fãs na expectativa de como iria suceder a um álbum como 2Sea Change”, Beck voltou em 2005 com “Guero”, um disco de mescla de géneros musicais que alcançou o n.º 2 do Billboad Top 200. Neste oitavo álbum de estúdio voltou a trabalhar com os Dust Brothers, tendo ainda convidado Jack White para a canção “Got It Alone”. A reedição em vinil de “Guero” também já se encontra disponível em regime de pré-venda.





Editor de música Jorge Medeiros tenta saber e dizer algo sobre cultura do Mundo. Vive principalmente de radio e da sua fina cabeça, também da internet e do seu site de musica.

Comentários fechados