Festival Lagoa ComVida: “Queremos que seja um marco nos festivais açorianos”

Publicado em 1 Julho, 2015 Por...b b » Artes, Curtas, Slider

 

 

2015, marca o nascimento do evento que promete ser um festival em ter em conta para todos os açorianos: “ Lagoa ComVida”. A decorrer de 3 a 5 de julho promete juntar artistas de renome internacional e espera trazer milhares à cidade da Lagoa, em São Miguel nos Açores. Como tal, a musicatotal falou com a organização.

 

Este é dos primeiros festivais de escala considerável a ser realizado na cidade de Lagoa. Quais os maiores desafios com se depararam para o nascimento desde projeto?
Como primeira edição deste festival, os desafios que nos foram colocados foram vários. Possivelmente o mais significativo terá sido a própria divulgação do evento. Trabalhámos (e ainda o estamos a fazer) para que este evento fosse conhecido desde os lagoenses até aos corvinos, tarefa que, para os primórdios de um festival, não se revelou fácil, tendo nós aproveitado todos os meios à nossa disposição. Não podemos esquecer que este foi será uma espécie de “abertura” da época de festivais de verão nos Açores, sendo que esta posição apenas nos motiva. Queremos que a primeira edição do Lagoa ComVida seja um marco nos festivais açorianos.
É marcado o esforço da organização em termos de tornar o festival acessível para todos habitantes dos Açores. Qual a importância dos pacotes promocionais assegurados para a afluência de açorianos das nove ilhas à Lagoa?
A aposta na divulgação passou também pela criação de condições que permitissem a vinda de habitantes das nove ilhas dos Açores. Não nos serve o propósito se alguém nas Flores souber do evento mas não tiver como se deslocar à Lagoa. Assim, foram criadas tabelas com toda a informação a nível de deslocação marítima para São Miguel a partir das outras ilhas (disponibilizadas na nossa página de Facebook), sendo que oferecemos ainda condições especiais para os que têm que se deslocar de uma ilha para a outra.

 

 

 
Quem adquirir bilhetes diários até às 16h00 do dia 3 de julho, poderá tomar partido de entradas grátis em alguns espaços

 

Este, como outros tipos de eventos da área, requer fundos, neste caso cedidos (maioritariamente) pela Câmara Municipal de Lagoa. Consideram relevante a que níveis, o desenvolvimento de projetos como estes para o dinamismo da própria cidade?
Este é um projeto dinamizador para a própria cidade. É uma excelente forma de divulgar a Lagoa e mostrar os nossos “atributos” aos que cá vêm, ou pensam vir. Traz uma lufada de ar fresco para os nossos serviços, como a restauração. Vamos permitir que os nossos restaurantes se encham com os “festivaleiros”, sendo que os que adquiram o passe para os 3 dias de festival podem usufruir de um desconto de 10% nesse tipo de estabelecimentos. Quem fala de restaurantes, pode referir também o impulso dado a cafés, bares, etc.
 
Contrariamente à tendência nos festivais de verão de apostar na música eletrónica, o Lagoa ComVida junta artistas que marcaram múltiplas gerações. É possível dizer-se que há um grupo alvo, uma faixa etária que prevalece em termos de em quem este festival pode surtir interesse?
Relativamente ao cartaz, nele foram investidos cerca de 2 anos para sua construção. Há, obviamente, cabeças-de-cartaz de renome nacional (e até internacional) que se destacam de entre todas as atuações que vão decorrer. A abrir o festival temos o Pedro Abrunhosa, cantor conhecido por todos desde o início da sua carreira nos anos 90. Temos também os Amor Electro que, apesar de terem tido o seu auge em 2011 ainda se encontram na mó de cima da sua carreira, tendo eles as suas músicas a tocarem constantemente na rádio, sobretudo por causa da faixa utilizada numa popular telenovela. Conseguimos assegurar a presença dos Xutos e Pontapés que comemoraram 35 anos de carreira no passado ano, banda sobejamente conhecida e apreciada, pais do rock português. Assim, como se pode ver, conseguimos captar um pouco de tudo em termos de estilos musicais e, consequentemente, de público. Este é um festival para as massas sendo que todos sairão agradados.
 
Falando ainda no cartaz, há uma mistura de nomes de renome no panorama nacional com grupos em ascensão naturais da região. Sentem esta aposta nos novos talentos como um voto de confiança, uma plataforma de lançamento para os artistas locais?
Assim como é costume em tudo o que são eventos realizados na Lagoa, há uma forte aposta no que é produzido na região. Vamos ter uma série de talentos açorianos em início de carreira, outros já conhecidos localmente. Falamos, por exemplo, em Sara Cruz, Stamp, 7ª Geração, Dj Fabio S, Dj Brendo Santos, Dj Ricky Sky. Estes artistas, por vezes, não têm oportunidade de subir a palcos com esta dimensão, com este público. É claro que é uma forma de lançar o que de muito bom se faz por cá.
Outros festivais têm-se dedicado a actividades diurnas para complementar os concertos à noite. Que tipos destas actividades podem ser usufruídas no Lagoa Comvida 2015?
Não nos podemos esquecer de que este é um festival de verão. O que as pessoas mais procuram nestes momentos são estâncias balneares e a Lagoa tem algumas das melhores de Portugal. As nossas piscinas municipais, por exemplo, possuem condições de fazer inveja a qualquer outra cidade, condições estas que podem ser usufruídas por todos os que vierem assistir ao festival, sendo que, e isto é uma notícia de última hora, quem adquirir bilhetes diários até às 16h00 do dia 3 de julho, poderá tomar partido de entradas grátis nesse espaço. Para além disso, não podemos deixar de referir que esta é uma terra à beira mar com um ambiente espetacular e vistas deslumbrantes sobre o oceano, factor que ajudou à escolha do espaço para o recinto.
Chegando próximo da abertura do evento e, tendo em conta este ser o batismo de Lagoa Comvida, quais as previsões em termos de adesão ao festival?
 
As expectativas são positivas, assim como o é toda a equipa da organização. As vendas de bilhetes têm corrido como esperávamos mas não podemos esquecer que o povo português (em particular o açoriano) tem por hábito decidir a adesão a estes eventos à última da hora, muitas vezes de acordo com o clima previsto. Claro que isto até pode ser algo que jogue a nosso favor, visto que as previsões são favoráveis e, também por isso, os bilhetes ainda estão disponíveis por mais algum tempo nos balcões Banif, posto de turismo da Lagoa, Pousada da juventude e Câmara da Lagoa.

 

 

xdf

 

 

 

 


Comentários fechados