Está a chegar a Reuters.TV

Publicado em 7 Outubro, 2014 Por...Mafalda Matos » Curtas

reuterstv_420_ligateamedia

 

A Reuters quer reinventar o consumo de notícias online e vai lançar um serviço de televisão digital no início de 2015. A notícia, avançada pela Ad Age, avança ainda que os conteúdos transmitidos serão criados em exclusivo para a plataforma e que os subscritores poderão personalizar os vídeos a receber. A subscrição terá um custo mensal que a agência ainda não especificou, incluirá anúncios e estará disponível, inicialmente, apenas para iPhone e iPad.

Os editores da Reuters.TV vão produzir informação que será, posteriormente, organizada com base num algoritmo que adapta a emissão à localização, à duração pretendida e aos interesses do espectador. As redações já existentes ficam responsáveis pela produção de conteúdo para a Reuters.TV, que vai incluir ainda feeds de eventos em tempo real.

O público-alvo do novo serviço são os profissionais qualificados, entre os 27 e os 47 anos, que tenham abandonado o consumo de televisão tradicional. O volume de anúncios será reduzido e deve limitar-se a um único spot entre cada peça lida.

Resta saber se os consumidores estarão dispostos a pagar pelo serviço e se as receitas das subscrições e da publicidade serão suficientes para que a Reuters.TV seja um negócio rentável. Isaac Showman, managing director da plataforma, revela que o desaparecimento do “jornalismo real” tornou os consumidores mais predispostos a pagar por conteúdo premium em que possam confiar.

A Reuters.TV insere-se num conjunto de iniciativas semelhantes levadas a cabo por outros media tradicionais, como a CNN e a Al Jazeera, que lançaram, respetivamente, o serviço CNNgo e a app AJ+. O objetivo é tornar o conteúdo noticioso mais adequado ao modelo on-demand e chegar aos millennials, um público jovem e que cada vez mais se informa através das redes sociais. Ao contrário da Reuters.TV, o serviço CNNgo está disponível apenas para subscritores de televisão por cabo e a app AJ+, gratuita e sem publicidade. A CBS também estará a preparar o lançamento de um serviço de vídeo digital 24 .

Fonte: ligatea media pt

Comentários fechados