3%: A PRIMEIRA PRODUÇÃO ORIGINAL DO BRASIL PARA A NETFLIX

Publicado em 10 Outubro, 2016 Por...Jorge Silva Medeiros » Curtas, Netflix, Séries, Slider

netflix_grupo

3% tem lugar num mundo pós-apocalíptico que deixou o planeta devastado. No Brasil, a maioria da população sobrevivente mora no interior, ou “Continente”, um lugar miserável, decadente onde tudo falta: comida, água, energia. Quando atingem os 20 anos, todos os cidadãos tem o direito de participar no Processo, uma seleção que oferece aos candidatos a possibilidade de ir para “Mar Alto”, onde tudo é abundante e existe a possibilidade de terem uma vida decente. No entanto apenas 3% dos participantes são aprovados no Processo. O Processo testa as capacidades psicológicas, os pontos fortes e fracos dos participantes enquanto os confronta com dilemas morais. Viver em “Mar Alto”, não é o objetivo de todos os candidatos, alguns poderão ter intenções ocultas.
Realizado por Cesar Charlone, nomeado para Oscar com Cidade de Deus, em conjunto com os realizadores dos episódios Daina Giannecchini, Dani Libardi e Jotagá Crema, 3% foi criado por Pedro Aguilera e produzido por Boutique Films. A série foi filmada em São Paulo e é a primeira produção original brasileira da Netflix.
O elenco é composto por João Miguel, Bianca Comparato, Michel Gomes, Rafael Lozano, Rodolfo Valente, Vaneza Oliveira, Viviane Porto e conta com a participação especial de Mel Fronkowiak, Sérgio Mamberti e Zezé Motta.

 

 

Todos os episódios da série estreiam na Netflix no dia 25 de novembro.

 

OS PERSONAGENS
Ezequiel (João Miguel) é o atual Diretor do Processo. Intenso, misterioso e com “pavio curto”, ele é uma pessoa em conflito com ideais extremos. “No seu quinto ano nestas funções, ele começa a questionar os seus métodos”, afirma João Miguel.
Michele (Bianca Comparato) é uma jovem mulher ingénua com um forte sentido de justiça. Ela não tem família e foi criada pelo irmão, ele próprio ter de passar pelo Processo. O seu objetivo na vida é ser aprovada no Processo. “Mas ela não está no Processo com o único propósito de viver em Mar Alto. Ela quer mais. E com isso ela enfrenta muitos conflitos interiores,; afirma Bianca Comparato.
Fernando (Michel Gomes) acredita cegamente no Processo. O seu pai é um pastor que educou Fernando com o único objetivo de ser aprovado no Processo. Ele movimenta-se numa cadeira de rodas e é recusado por muitos candidatos, que não acreditam que ele tenha hipóteses de ser aprovado. “Nunca subestimes o poder da fé”, diz Michel Gomes.
Rafael (Rodolfo Valente) está ansioso por fazer qualquer coisa para passar nos testes. Egocêntrico, egoísta e sarcástico e acredita que os fins justificam os meios. “Ele tem os seus ideais, a sua própria utopia”, refere Rodolfo Valente.
Marco (Rafael Lozano) é um líder nato que sabe comandar as multidões. Ele está muito confiante no Processo pois vem de uma família lendária cujos membros sempre conseguirem passar para Mar Alto. Ele sente que faz parte de uma elite e várias vezes quer exercer o seu poder. “Quando as pessoas não estão do seu lado, ele fica aborrecido torna-se violento e agressivo”, comenta Rafael Lozano.
Joana (Vaneza Oliveira) foi criada à margem da sociedade, nas ruas do Continente e sobreviveu sozinha. Inteligente e hábil, ele pouco interage com os outros candidatos e não se mostra interessada no Processo. “Ela acredita na sobrevivência dos mais aptos”, afirma Vaneza Oliveira.
Aline (Viviane Porto) é uma jovem e ambiciosa Funcionária com a tarefa de avaliar o Processo de Ezequiel e… Com as suas próprias intenções. “Ela está muito determinada em alcançar os seus próprios objetivos”, diz Viviane Porto.
Julia (Mel Fronckowiak) é a mulher de Ezequiel e também Funcionária no Processo. “Julia vive encurralada entre a moral e o deve”, afirma Mel Fronckowiak.

Editor de música Jorge Medeiros tenta saber e dizer algo sobre cultura do Mundo. Vive principalmente de radio e da sua fina cabeça, também da internet e do seu site de musica.

Comentários fechados